Metanalysis S01E04 – Maio de 2020

Publicado por Álvaro França em


Saudações jogadores!

Bem vindos a mais um Metanalysis! Vamos novamente analisar profundamente o metagame dos eventos ocorridos durante o mês de maio!

Antes de mais nada, vocês sabiam que estamos no Instagram? Realizei uma pesquisa na nossa página do Facebook para entender as preferências de vocês, e um dos resultados que pretendemos implementar foi o perfil do Instagram, então, vocês pediram e nós atendemos! Segue lá! Só clicar aqui ou buscar por @mind.gears no próprio aplicativo! Sem mais delongas, vamos ao que interessa!

TRON (1982) Avid Remix

No mês de abril, vimos novamente o gigante Tron dominando o metagame e garfando seis dos oito eventos ocorridos durante o mês. A ascensão dos midranges azuis como o UR Skred e o UB Next Level Drops parecia ter cessado, e o Boros Bully, que vinha galgando boas posições aos pouquinhos, disparou de vez e foi o arquétipo mais presente, apesar de não ter tido o maior percentual de vitórias. Assim, no fim do Metanalysis do mês passado, comentei que devido a maior entrada de jogadores no MOL, e a maior quantidade de eventos, o metagame estava demorando mais para se adaptar e, por isso, esperava que demoraria de quatro a seis eventos para que o Tron deixasse novamente o pódio, e foi quase isso que aconteceu!  

Mais um mês, seguimos em quarentena, e em mais um mês temos resultados incríveis no metagame dos eventos do Magic Online! Vamos conferir!


Maio de 2020

Quadro Decorativo Bandeira Do Brasil Países Com Moldura 001 no ...

Este foi um mês de grandes vitórias para os jogadores brasileiros! Tivemos pilotos em primeiro lugar, segundo lugar, top 8, em tudo! Estivemos quase imbatíveis! O Brasil, nesse período de reclusão, mostra cada dia mais que de fato não é pobre de bons jogadores, e que veio pra ficar! Então, antes de mais nada, parabéns a todos os brasileiros que mostraram a qualidade dos nossos jogadores neste mês! Citarei-os adiante!

O esperado, devido aos resultados que vimos no mês de abril, era que pelo menos no início do mês de maio, o Tron ainda fosse uma forte potência e que ainda continuasse galgando boas colocações nos eventos. Bom, foi quase assim. Nos eventos do dia 2, 3 e 9 de maio, o Tron, apesar de só ter ganho um deles, foi o arquétipo mais presente nos eventos. Foi possível notar uma leve transição no metagame, que normalmente ocorre quando um ou dois arquétipos começam a comparecer com muita frequência nas primeiras colocações dos eventos. Essa mudança ocorreu cerca de duas vezes no mês, deixando o metagame conturbado. Vamos analisar por partes.


Palace Sentinels by AaronMiller.deviantart.com on @DeviantArt ...

No dia 2, tivemos como campeão um Boros Monarch, que desde março não ganhava um evento, e desde outubro de 2019 só foi campeão quatro vezes. É um arquétipo potente, a cor branca dá acesso a várias respostas fortes no formato, e o vermelho abre opções de side fortíssimas contra seus principais predadores, mas digamos que a maré de Trons desestabilizou a navegação do Boros Monarch.  Neste mesmo evento tivemos dois Trons no top 8, respectivamente em 7º e 8º lugar, e firmando-se novamente como o arquétipo mais presente no metagame.

Spellstutter Sprite | Sílfide Magioclasta - Magic: the Gathering mtg

O segundo arquétipo mais presente no evento foi o UR Skred, mantendo o Tron sempre em xeque, mas perdendo força para a quantidade de Boros Monarch e Bully, que são fortes concorrentes à lista. Os terceiro e quarto arquétipos mais jogados foram, respectivamente, Elves e Stompy, dois aggros bem fortes no formato. O Stompy chegou a dividir top 8 com um Affinity, formando assim, entre os oito melhores, midranges, aggros, dois Trons e um MonoU Delver. Nisso podemos concluir que apesar do comportamento do metagame ainda estar pouco “elástico” aos resultados do Tron, algo já estava mudando. O Tron já não era o campeão do evento, aggros que a tempos ficavam em posições mais baixas chegaram ao top 8, e o Boros, se aproveitando dos bons matchups contra os aggros, chegando as melhores colocações.

Art of Trent Baird: BlogAtog

No dia 3, tivemos um Showcase e um Challenge, e o comportamento do metagame foi quase o mesmo, com o Tron sendo o arquétipo mais presente e chegando até a ganhar o Challenge. Os arquétipos Affinity e Stompy subiram em escolha dos jogadores e passaram a ocupar posições do topo entre os arquétipos mais presentes, resposta clara aos resultados do evento do dia anterior. O UR Skred também se manteve no topo de presença dos eventos, sempre limitando os movimentos do Tron, e chegando a vencer o Showcase, que foi um evento menor, de 25 jogadores, mas contou como o brasileiro Lindoso01 entre os três primeiros colocados, pilotando um Affinity! Primeiro brasileiro a mostrar um bom resultado no mês!

Gray Merchant of Asphodel | Divindades, Monstros

No vento do dia 9, semana seguinte, é que pudemos ver o primeiro “breakpoint” no metagame voltado para o Tron. O brasileiro Leobertucci venceu o evento pilotando nada mais que o “queridinho do Brasil”, MonoB Midrange, ganhando uma final sensacional contra o Hellsau, que para quem não costuma acompanhar os resultados, é um dos melhores pilotos de Tron do Magic Online. Tivemos ainda outros dois MonoB Midrange em 7º e 8º lugar. Neste evento, o Tron ainda foi o arquétipo mais presente, e o segundo foi o UR Skred. Os jogadores já começaram a se movimentar, o metagame já começou a mudar, e o marco do MonoB Midrange ganhando um evento foi o primeiro divisor de águas do mês. Finalmente o metagame voltava a responder, os jogadores começaram a se acostumar com a rotina de dois Challenges por fim de semana, e os novatos do MOL começaram a entender como o ciclo do metagame funciona. O xeque do UR Skred passou a ser decisivo, e o metagame volta a ter o comportamento elástico de antes.

No dia seguinte, como resposta direta ao evento anterior, o Tron finalmente deixou de ser o arquétipo mais presente do evento, abrindo o seu posto para o Burn, que sempre aparece em bons números nos eventos, mas raramente faz boas colocações. O segundo arquétipo mais presente (e mais intuitivo de entender o porque) foi o MonoB Midrange, seguido do Affinity e do UR Skred. O campeão foi um Affinity, mas o top 8 ainda contou com dois MonoB Midrange, dois UR Skred (respectivamente em segundo e terceiro lugar) e um Tron em 7º, na mão novamente do Hellsau, que raramente joga com outro arquétipo. E o Tron foi lá pra baixo, ocupando apenas a fatia de 5% do evento.


Daí para frente tivemos a mudança clássica no metagame, o aumento gradativo de UR Skred como resposta direta aos resultados do Tron. Tivemos também um aumento de UB Next Level Drops e MonoU Delver, todos se adaptando às ameaças do metagame, corrigindo as falhas contra alguns matchups, incluindo cartas novas como Suffocating Fumes, e alterando a proporção de criaturas e mágicas para melhor responder à algumas ameaças. No dia 16 tivemos o brasileiro Alleyezonme vencendo o Challenge pilotando um UR Skred, que foi o arquétipo mais presente no evento, seguido do MonoB Midrange e do UB Next level Drops. Neste mesmo evento o brasileiro HunterBR també fez top 8 pilotando um Elves, e o brasileiro LucianoGuma também ficou entre os oito melhores (8º lugar) pilotando um UB Next Level Drops.

Seguindo todos os eventos até o fim do mês, o Tron não foi o arquétipo mais jogado em nenhum deles. No dia 17 tivemos mais uma vez o UR Skred em primeiro, sendo o arquétipo mais jogado. O brasileiro Amoras27 também chegou aos melhores com o BW Pestilence, que apesar de pouco presente no metagame, é um arquétipo muito forte contra o então novo titã UR Skred e os demais midranges azuis que utilizam do Tempo como estratégia. Na semana seguinte, dia 23, tivemos novamente o Tron como campeão nas mãos do, novamente citado como um dos melhores pilotos do arquétipo do Magic Online, Hellsau, mas seguiu sem ser o arquétipo mais presente do evento, apesar de ter sido o segundo mais presente. Novamente o UR Skred se mostra como o mais escolhido entre os jogadores e chegou a ter quatro cópias no top 8, inclusive, no segundo lugar. No dia 24 voltamos ao UR Skred como campeão e arquétipo mais presente, tirando o pódio, mas deixando a ótima posição de segundo lugar, para o brasileiro Lindoso01, que novamente faz um bom resultado pilotando desta vez um Boros Monarch. Escolha inteligente e lista bem estruturada do Lindoso01 para lidar com a crescente maré do UR Skred. Neste mesmo evento, o brasileiro Brivenix fez resultado com uma lista UB mais voltada para fadas, dando então forma a um UB Faeries no Pauper que pareceu cair como uma luva neste metagame!

Lightning Bolt" Vectorized Wallpaper...(1440x900) : magicTCG

No último final de semana do mês, tivemos dois resultados inusitados. No sábado tivemos um Burn como campeão, e no domingo, um MonoG Walls Combo! O UR Skred ainda foi o arquétipo mais presente do evento de sábado, mas com apenas uma cópia no top 8 (7º lugar), e com um Burn como campeão, que pode ter sido um novo “breakpoint” no metagame que indicou que mudanças eram necessárias. Neste mesmo evento, novamente, o Hellsau apareceu entre os oito melhores, ficando em terceiro lugar pilotando, também novamente, o Tron. Nesse, é importante ressaltar, houve a inclusão de uma carta que ainda foi pouco testada no metagame mas parece apresentar boas melhorias para o Tron. Estamos falando de Bonder’s Ornament, carta lançada em Commander 2020 mas que só teve foco nessa última semana. Apesar do preço exorbitante no Magic Online (cerca de 20 a 25 tix), é possível que não só o Tron, mas outras listas mais lentas passem a usar essa carta e, com isso, voltem a aparecer com mais força no metagame. Como tivemos pouco tempo desde a aparição da carta em arquétipos de eventos, precisamos de mais tempo para entender se esta realmente dará ao Tron mais força, e consequentemente mais presença, ou se o metagame caminhará para um lado diferente.

Axebane Guardian | Guardião de Danação dos Machados - carta de ...

Os aggros como Stompy e Affinity, e até o Elves, que ainda no evento de sábado deu o 4º lugar ao brasileiro Bnoru, mantiveram-se em boa presença durante todo o mês, mas o foco das escolhas no UR Skred acabavam por dificultar a performance desses arquétipos. Alguma vezes um ou outro conseguiam ir até os oito melhores, mas não houve um padrão. O importante é que apesar de não irem sempre até os oito melhores, eles estavam presentes, esperando uma boa oportunidade de estabilidade do metagame para irem com tudo rumo às melhores posições. E foi assim no evento do domingo, dia 31, em que o MonoG Walls Combo foi campeão, dando o segundo lugar a um UB Next Level Drops. O importante neste evento é que a distirbuição dos arquétipos do metagame mudou totalmente. O UR Skred, que passou mais de duas semanas (cerca de cinco eventos), como o arquétipo mais presente, deixou então de ser. Em seu lugar, o arquétipo mais presente foi o Stompy, seguido do Affinity e do Burn. São os aggros que passaram o mês inteiro em estado latente mostrando que não estavam dormindo! E em um metagame repleto de aggros, nada mais conveniente do que um combo ganhar o evento. E foi assim com o MonoG Walls Combo (que alguns chamam de WonderWalls), que como já citei em artigos passados, é um ótimo arquétipo, mas apresenta uma jogabilidade difícil no MOL, que não possui um recurso para facilitar as jogadas em loop, que é o coração do arquétipo. Mas, claro, nas mãos do Mathonical, que já estava há algum tempo sumido, o arquétipo ganhou não só forma, como força e resultado. 


TL;DR

O formato manteve o comportamento de abril, quando o Tron foi soberano, até o fim da primeira quinzena de maio. Após o evento no qual o Leobertucci foi campeão de MonoB Midrange (primeiro breakpoint), as coisas mudaram, e o UR Skred passou então a ser o queridinho dos jogadores e manteve alta presença e ótimos resultados, até o evento do último final de semana do mês, cujo campeão foi um Burn. Nesse ponto, o metagame parece passar por uma mudança (segundo breakpoint), e o UR Skred parece não ter forças para se manter como o arquétipo de maior presença. A perspectiva é que aggros tendam a aparecer com mais frequência, mas deixemos essa análise para mais adiante, sem é claro ignorar a presença de Bonder’s Ornament e a possibilidade de termos uma retomada do Tron, agora com uma lista mais focada nesta carta.


Enfim, vamos aos números finais de maio!

Resultados Referentes aos Challenges e Showcases do MOL [1]

Sendo:
*Arquétipo: Nome dado ao arquétipo analisado
*Qtd: Quantidade presente do arquétipo nos eventos analisados
*W: Quantidade de vitórias do arquétipo nos eventos analisados
*L: Quantidade de derrotas do arquétipo nos eventos analisados
*%W: Percentual de vitória do arquétipo nos eventos analisados (W/(W+L))
*%W_Smooth: Percentual REAL de vitória do arquétipo nos eventos analisados, corrigido com Additive Smoothing
*Qtd(%): Quantidade presente do arquétipo nos eventos analisados, em percentual
*Top8s: Quantidade de vagas no top 8 ocupadas pelo arquétipo nos eventos analisados
*Campeão: Quantidade de vezes em que o arquétipo analisado foi campeão no eventos analisados

E de forma gráfica..

Resultados Referentes aos Challenges e Showcases do MOL em Gráfico [1]

Tudo que falamos anteriormente se confirma, conseguem ver? Tivemos uma alta no número de UR Skred, uma queda brusca em relação ao abril no número de Boros Bully, e uma queda também no número de Trons. Tivemos ainda alguns aggros que se mantiveram ali entre os 10 mais presentes, principalmente o Affinity e o Elves. Mas o importante aqui é olharmos também o percentual de vitórias corrigido. Mesmo sendo o arquétipo mais presente, o UR Skred não teve o melhor aproveitamento. Dos dez primeiros, o que apresentou melhores resultados foi o UB Next Level Drops. Eu particularmente tenho jogado com a lista, e tenho obtido um ótimo feedback.

Analisar a performance dos arquétipos não só pela quantidade mas também pelo percentual de vitórias é muito importante, e muitas vezes passa a ser crucial para o entendimento do metagame como um todo. Com isso, me perguntei (e creio que vocês também se perguntaram), “será que tem arquétipos com performances melhores fora dos 10 mais presentes”? Vamos ver!

Resultados Referentes aos Challenges e Showcases do MOL em Gráfico (%Vitórias) [1]

Muito diferente, correto? Conseguem visualizar essa diferença? O UR Skred, arquétipo mais presente no mês e com ótimos resultados ficou em penúltimo nos nessa classificação! Mas, vamos com calma, temos algumas coisas a considerar.

A quantidade de cada arquétipo deveria importar pouco no cálculo do percentual de vitórias, já que utilizamos additive smoothing para reduzir o impacto de resultados muito bons ou muito ruins devido a baixa quantidade de jogos produzidos por um arquétipo. Mas na prática o additive smoothing não é perfeito. Quando temos um número muito baixo de jogos produzidos por um arquétipo em específico, o percentual de vitórias pode sofrer uma variação grande quando o número de jogos aumentar. Esse é o caso tanto do UB Faeries quanto do UB Teachings. Como a quantidade de jogos foi baixa, o additive smoothing gerou um valor que não é desprezível, mas não pode ser tomado como regra. Então, ignoremos esses dois por hora.
Fora esses, temos ainda o MonoG Walls. O arquétipo apresentou uma boa quantidade de jogos, que não é ótima, mas é razoável e melhor que a dos outros dois citados anteriormente. Mas quando olhamos para o resultado global do arquétipo, considerando todos os eventos desde o início do ano, esse percentual de vitórias corrigido sai de 59% para 53%, bem mais próximos dos outros da lista. O metagame agora parece mais propício a bons resultados do baralho, então seria natural que esse percentual de vitórias suba com o tempo, mas por agora, podemos considerar apenas que esse valor é, no real, um pouco maior apenas que 53%, talvez algo por volta de 55%, o que o coloca acima de outros na lista e equiparado com o UB Next Level Drops. Me dei ao trabalho de explicar tudo isso a respeito do MonoG Walls Combo pois o arquétipo é de fato muito forte no metagame atual. O problema aqui é que o MOL gera uma dificuldade de pilotagem da lista e isso acaba afastando os jogadores de a escolherem para jogar eventos maiores. Se esse número de jogos fosse maior, ficaria ainda mais claro que a lista de fato é potente. Mas por hora, vamos nos ater aos resultados, deixemos a análise do arquétipo para um futuro primer (rs)!

Enfim, o importante nessa análise final é ressaltar que as aparências às vezes enganam. Vemos sempre o nicho dos arquétipos com maior presença e esquecemos que tem outros arquétipos fora desse espectro que podem apresentar inclusive melhor performance no metagame. Nesse caso, quando olhando os arquétipo com maior percentual de vitórias (corrigido pelo additive smoothing) podemos notar que temos pelo menos dois arquétipos com bons resultados, sem aparecerem em grandes números. O BW Pestilence mesmo é um arquétipo que o brasileiro Amoras27 explora bastante e tem uma matchup consideravelmente boa contra os arquétipos mais presentes no formato atualmente. Assim, daqui pra frente nos nossos artigos, vou trazer também o gráfico de performance dos arquétipos para conseguirmos analisar se existem listas fora das mais presentes que possam apresentar bons resultados.


Spolights de Maio de 2020

Double Masters - Card Kingdom Blog

O primeiro spotlight do mês de maio é o anúncio de lançamento de uma edição que pode trazer boas adições para o formato pauper. Estamos falando de Double Masters! Anunciada no dia 20 de maio, a edição promete trazer boosters com duas cartas raras, cartas foil, e um belo apanhado de cartas icônicas da história do Magic:The Gathering. Mas para nós, a informação importante é que possivelmente teremos inclusões no formato Pauper através de downgrades de cartas já lançadas anteriormente! Para quem não sabe, downgrade é quando a empresa imprime uma carta em uma edição nova, com uma raridade menor do que a raridade máxima que ela possuía até então, que para nós, é trazer cartas de outras raridades para a raridade comum.

A informação foi trazida através do perfil oficial da empresa no Twitter, que informava que as cartas lançadas na edição seriam legais apenas nos formatos em que elas já são legalizadas, exceto para cartas que seriam impressas com raridade comum pela primeira vez. Assim, cartas que ainda não faziam parte do Pauper, impressas com a raridade comum em Double Masters, estarão legalizadas no formato!

Fiquem atentos, a edição será lançada em 7 de agosto de 2020, e os spoiler começam no início de julho! 

O segundo spotlight do mês de maio é a entrada da carta Bonder’s Ornament no formato. Na última semana, a carta passou a ser mais explorada pelos jogadores mais afincos do formato e tem apresentado bons resultados. Fora os resultados do Hellsau no sábado (3º lugar de 48) e no domingo (12º lugar de 69 jogadores), temos outros jogadores explorando a carta por trás dos eventos. Nessa semana cheguei a ver aplicabilidade dela em alguns midranges e em outros arquétipos que não o Tron. Cito a carta agora pois acredito que ela pode trazer mudanças para o metagame, mesmo tendo sido explorada por pouco tempo até então.

I Said Maybe You're Gonna Be the One That Saves Me and After All ...

O terceiro spotlight do mês vai para a o MonoG Walls Combo. Eu já trouxe essa lista nos spotlights alguns meses atrás, e volto a trazer nesse mês pois, como disse anteriormente, a lista é forte e apresenta boas chances de ter resultados bons no metagame atual. Fica o meu apelo aos jogadores que deem uma chance a lista. Compreendo que a forma de pilota-la no Magic Online é penosa e muito suscetível a misplays, mas reitero que a lista não é fraca e pode trazer bons frutos nos seus jogos!


Expectativas para Junho de 2020

Resolvi desta vez trazer uma análise um pouco mais aprofundada. Vamos primeiro ao que já sabemos a respeito de maio.

Comportamento e Tendência do UR Skred e do Tron no mês de maio

Os gráficos acima representam o comportamento e a tendência do UR Skred e do Tron nos eventos de maio, representados pelo percentual de presença de cada um em cada evento. Note que o dia 3 de maio está repetido, mas é pelo fato de ter registro de dois eventos neste dia. 

É possível notar que o UR Skred vinha em baixa no início do mês e logo ingressou em uma subida que durou cerca de 2 semanas e meia, voltando a apresentar uma queda no final do mês. Reparem que a curva de tendência (linha pontilhada azul) mostra uma pequena subidinha no último ponto. Esse pode ser um indicativo de que o arquétipo possa mostrar presença maior no próximo evento, do que a apresentada no último evento de maio, mas acredito que essa presença não será nem perto do que o arquétipo tinha no dia 23. 

Enquanto isso, o Tron mostrava uma subida no início do mês, mas a sua presença foi caindo até alcançar uma linha de tendência quase constante até o dia  30, quando mostrou nova queda. Novamente, pela linha de tendência, podemos inferir que o arquétipo seguirá em queda no formato. Será que Bonder’s Ornament mudará isso?

Curva de comportamento UR Skred x Tron

Como são antagonistas, podemos ver que quando um está em alta, o outro tende a estar em baixa, e vice-versa. Podemos ver também que ambos estão com tendência de queda no final do horizonte.

Bom, mas se os Trons tendem a cair em presença, e os UR Skred também, algum arquétipo tem que subir, correto? Bom, claro, se todas os arquétipos ficam em baixa, não temos eventos ocorrendo, ou no mínimo o metagame está tão pulverizado que todos os arquétipos aparecem em proporções parecidas, o que não parece ser o caso. Vamos aos gráficos!

Comportamento e Tendência do Stompy e do Elves no mês de maio

Em ambos os casos nós podemos ver que a tendência é de subida, com menos inclinação no Elves que tende a ser uma lista com comportamento mais oscilatório. Na curva de tendência do gráfico do Stompy fica mais clara a sua subida, mas o ponto aqui é que os aggros estão subindo. Não vou colocar o gráfico do Affinity para não estender demais o artigo, mas acreditem, o gráfico é bem similar e também em subida.

Nisso, podemos inferir que estamos para entrar em um ciclo mais aggro do metagame. Decks como Elves, Stompy, Affinity, Burn, e até o GW Auras que anda sumido, tendem a ter melhores resultados nesse ciclo. O ciclo dos aggros no metagame acontece com menos frequência e tende a ser mais rápido, ou seja, não podemos esperar que dure um mês inteiro como foi com o Tron, mas eu diria algo em torno de uma ou duas semanas. A resposta natural para um metagame mais aggro é o retorno do Tron e dos midranges azuis. 

Curva de comportamento Midranges Azuis x Aggros

Considere no gráfico, U Variants (curva vermelha) como o somatório das presenças do UR Skred, do UB Next Level Drops e do MonoU Delver, e Aggros (curva azul) o somatório das presenças do Affinity, do Stompy e do Elves. Repare como uma é praticamente inversamente proporcional a outra em quase todo o período. Nos dias 16, 17 e 23 isso fica muito claro. Isso acontece pois na presença de muitos aggros, o Tron, que usa das estratégias com Stonehorn Dignitary, tende a retornar a ativa com seus ciclos de Fog Effects, e para mantê-lo sob controle, os midranges azuis vem ao resgate! Então, após esse ciclo aggro do metagame que deve ocorrer no mês de junho, devemos observar novamente um metagame similar aos gráficos do início do mês de maio.


E aí, concorda? Deixe seus comentários aqui, no Facebook ou no Instagram!

Enfim é isso, o mês de maio foi marcado por dois breakpoints e uma possível tendência de um metagame mais aggro para junho! Todas as listas citadas estão nos links postados semanalmente na nossa página no Facebook e no nosso perfil no Instagram! Nos vemos no próximo artigo!

Até breve!


Fontes

[1] Dados retirados do Challenge Project.


Álvaro França

Formado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal Fluminense, trabalha como cientista de dados no mercado de energia e joga Magic:The Gathering desde 1998, com ênfase no formato Pauper desde 2009. Aventurou-se em vários card games e demais jogos de estratégia durante a vida e acumulou largo conhecimento na teoria e prática desse tipo de jogo.

1 comentário

Metanalysis S01E05 – Junho de 2020 - Mind Gears · julho 2, 2020 às 18:02

[…] mês de maio vimos a ascensão e queda do UR Skred e outras variantes de midranges azuis. Vimos ainda a […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *